sexta-feira, 22 de maio de 2015

Esta Noite Tive um Sonho

Um dia levaram o meu avô para o hospital e ele nunca mais voltou a casa. De um dia para o outro fiquei sem ele e não lhe consegui dizer adeus. 

Passado uns dias, tive o sonho mais real de toda a minha vida, e um dos únicos de que me lembro ao pormenor. 

Estava a descer as escadas de casa da minha avó a correr, como faço sempre, e o meu avô estava cá em baixo, no final das escadas, com uma mala na mão. Perguntei-lhe "já vais?" e ele disse "sim, tem de ser". Depois senti no meu sonho o abraço que demos e vi o meu avô a ir-se embora. 

A minha avó faleceu a semana passada, depois de dois meses internada no hospital. Tive sempre a oportunidade de me despedir dela quando a ia visitar. Mas foi precisamente no dia em que saiu do hospital para ir para um lar, que alguém a levou. 

Há uns dias tive o segundo sonho mais real de toda a minha vida, e outro de que me lembro ao pormenor. 

Eu estava na minha cama, e a minha avó foi acordar-me. "Então Querida, não vais ao ginásio?" eu respondi-lhe "Não me apetece" e ela respondeu-me "olha que a vida não acontece na cama". 
Depois disso senti o beijinho que me deu na bochecha e as festinhas que me fez na cabeça. 

Não sei o que são estes sonhos, mas sei que me sabem sempre muito bem. Há mais alguém aí que tenha tido alguma coisa parecida com esta? 

Também me sabe muito bem o carinho dos meus, que me fazem enchem o coração por saber que afinal de contas, estão mesmo lá para mim. Um beijinho muito grande para ti Pedro, para ti Joana, para ti Rac, para ti Filipe, para ti Jude e para ti Luís. 

Este post é lamechas, mas não se preocupem comigo, eu estou bem. Estou em Barcelona a comer tapas. Este post é agendado :) 

quinta-feira, 21 de maio de 2015

Não Se Estique

Que o meu patrão não vive sem mim, já toda a gente sabe. Que sou tão importante como o ar que respira, também. 

Mas talvez as coisas estejam a passar das marcas quando me chama pelo mesmo nome que utiliza para chamar a mulher. 

terça-feira, 12 de maio de 2015

Karma dos Pãezinhos

A minha avó fez uns pãezinhos miniatura de linguiça e outros de presunto. 

No Domingo quando os meteu na mesa eles estavam divididos em tigelas diferentes, mas mandou-os para minha casa todos juntos num único tupperware. 

São pães fechados e quando os estamos a escolher não há forma de saber de que são, sem ser ao dar-lhes uma trinca.

Eu já devo ter comido à vontadinha uns 15 pãezinhos no espaço de 2 dias. 

Nenhum deles era de presunto. NEM UM! 

Eu gosto de linguiça, mas vamos com calma pãezinhos, um bocadinho de presunto não faz mal a ninguém.  

Há vidas muito injustas.   

quinta-feira, 7 de maio de 2015

Obrigadinha, Sim?

Tenho um dossier inteiro para fazer sozinha (como sempre) e o meu patrão está a pressionar-me com o prazo de entrega (como sempre). Tive de lhe responder que o dossier não ia estar pronto quando ele queria porque eu sou só uma e não ia conseguir.  

Ele respingou um "não faz mal, eu dou-lhe uma ajuda" e eu agradeci, claro, sabendo no entanto que ia continuar a fazer o dossier sozinha.

Ontem pela manhã ligou-me: "Catarina, dei-lhe uma ajuda no dossier. Organizei-lhe a pasta onde tinha a informação toda que já recebemos. Aquilo estava tudo ao monte e assim é mais fácil de trabalhar" 

Apeteceu-me chorar. 

A pasta estava toda ao monte porque EU meti tudo ao monte. Porque EU me organizo com tudo ao monte. Porque EU sabia a ordem das coisas todas ao monte. E quem está fodida agora sou EU porque vou perder o dobro do tempo à procura da informação que antes sabia onde estava porque EU é que estou a fazer o dossier e a mexer na informação. 

quarta-feira, 6 de maio de 2015

Não Fiques Triste Amor

É assim que as raparigas consolam os namorados quando algo corre mal: 

- "Não fiques triste amor, para a próxima marcas" - Quando eles falham aquele remate mesmo em frente à baliza no torneio de solteiros vs casados de sábado de manhã. 

- "Não fiques triste amor, ganham para a próxima" - Quando por causa do falhanço em frente à baliza, a equipa dos casados perdeu o jogo de sábado de manhã.

- "Não fiques triste amor, o Sporting ganha para a próxima" - Quando os namorados são sportinguistas 

- "Não fiques triste amor, é só um jogo" - Quando perdem no FIFA ou no PES, ou em qualquer outro jogo de consola

- "Não fiques triste amor, para a a próxima escolhem-te a ti " - Quando não o escolheram para aquele projecto importante da empresa onde trabalham.

- "Não fiques triste amor, para a próxima o papel é teu" - Quando o casting corre mal 

- "Não fiques triste amor, é porque este trabalho não era para ti" - Quando a entrevista de emprego corre mal

Quanto a mim, é assim que eu consolo o meu namorado: 

- "Não fiques triste amor, para a próxima acertas o tiro e ele morre" 

(sim, vou deixar a justificação no ar)

terça-feira, 5 de maio de 2015