quinta-feira, 8 de junho de 2017

Isto dos Blogs dá Mesmo Dinheiro

Seduzida pelos milhões de Euros que podia ganhar com o meu blog com 3 visualizações diárias, decidi aderir à publicidade no blog. Não me julguem nem me façam perguntas, que na minha cabeça isto fazia sentido. 

Claaaaaaaaaaaaaaro que o meu objectivo não era ser contactada por marcas, porque não há pachorra para essa merda, era apenas e só o de ganhar dinheiro sem mexer uma palha. O sonho de vida de qualquer Ser Humano, portanto.

Para dizer a verdade, já nem me lembrava que tinha publicidade no blog. Foi quando andava  à procura de um texto que vi a página repleta de cores e anúncios e fez-se luz: "deixa cá ver quanto é que isto já rendeu ehehehehehehehe" 

Fui toda contente à minha conta do AdSense, a bombar desde Outubro de 2016, e à partida substancialmente carregada de dinheiro, para constatar que já ganhei: 

27 Cêntimos!!!!!!!! 

Sinto-me imparável. Amanhã vou ao banco abrir uma conta poupança.

terça-feira, 6 de junho de 2017

Catarina e a Crush do Ginásio

Era uma vez uma menina chamada Catarina que tinha uma crush no ginásio.

O Miguel, vamos chamar-lhe assim, aparentava ser um homem como deve ser: 
  • alto, 
  • bonito, 
  • bem constituído e proporcional,
  • com um corte de cabelo normal,
  • com roupa de ginásio normal.
Nos dias que correm, e ainda para mais em ambiente de ginásio, é muito difícil encontrar um homem como deve ser, motivo pelo qual Miguel chamou a atenção de Catarina. 

Como Catarina é uma rapariga tímida, limitou-se a amar Miguel em silêncio durante algumas semanas. Não se cruzavam muitas vezes, mas sempre que o via, o coração de Catarina palpitava. 

Ontem estavam a treinar ao mesmo tempo, e, ao contrário do que possam estar à espera, não se sentiu qualquer ambiente de tensão na sala. Catarina acabou o seu treino de musculação e com o coração despedaçado por deixar assim o seu amor, foi para a sala de cardio. Passado uns minutos entra Miguel. 

Sobe para a passadeira, que felizmente era a que estava em frente à bicicleta onde Catarina se encontrava, e começa a correr. 

E é aí que a magia DESAPARECE! 

Miguel começa a correr de uma maneira estranha. Tão estranha que Catarina coloca a hipótese de o espírito de uma borboleta se ter apoderado do seu macho latino. Está tudo errado na maneira como Miguel corre: levanta muito os pés do chão, abana demasiado as ancas e dá aos braços de uma forma meio maricas. Catarina não quer acreditar no que está a ver, por isso continua a pedalar para ver se se consegue afastar da dura realidade com a qual está a ser confrontada mas a bicicleta teima em não sair do sítio, e Miguel teima em continuar a correr de forma ridícula.

Sem forças para continuar e devastada pelo final trágico daquela bonita história de amor, Catarina só tem uma solução; aceitar a dura realidade que lhe foi posta de forma cruel à frente dos olhos: MIGUEL É LARILAS! 

quinta-feira, 1 de junho de 2017

Lol

Aqui há uns tempos o Continente dava uns selos por cada € 20 em compras, que podíamos trocar por copos. Como estava meio desfalcada de copos no meu enxoval, reuni as minhas tropas (a minha mãe e a minha avó) e fomos à luta. A brincar a brincar (quer dizer, não foi bem a brincar, foi mais a largar dinheiro pra c*ralho em compras) ainda conseguimos um conjunto de 6 copos normais para água/sumo, 2 de champagne e mais uns 4 de vinho.  

Na 2ª feira a minha mãe reencaminhou-me a mensagem do Continente que dizia que iam voltar com os copos, e eu fiquei histérica, como se pode ver. 





A minha mãe é que já não tem muita paciência para me aturar, coitadinha. Este "lol" arrumou comigo e com a minha euforia.

terça-feira, 30 de maio de 2017

As Mulheres do meu Balneário

Hoje trago-vos um apanhado que fiz de algumas das mulheres com quem tenho o prazer de partilhar balneário. "Eh pá..mais um post sobre o ginásio?" - Perguntam vocês.  
É verdade meus fofinhos. Desculpem, mas falta de vida dá nisto.

Quando chego ao balneário (antes de ir treinar) está na ponta oposta à minha, a Olheira. A Olheira é uma criança sinistra de 12 ou 13 anos, que deve acabar a aula de natação e que se está sempre a vestir quando eu chego. Podia vestir-se como uma criança normal? Claro que podia. Mas o que é que ela insiste em fazer? Vestir-se enquanto olha para mim. Descalço os sapatos, ela está a olhar, tiro as calças, ela está a olhar, ela veste as calças, continua a olhar, e por aí adiante. É constrangedor, mas pronto, é uma criança, temos de dar um desconto.
Vou treinar, e para raio do azar (ou será sorte?) o final do meu treino coincide com o final da aula de hidroginástica. Quem já leu este post sabe que é a aula que tenho o sonho de fazer, mas para a qual ainda não reuni coragem. Cada um com as suas fraquezas, não é verdade? Bom, como estava a dizer, a aula acaba, e lá chega o Gang da Touca ao balneário.

A Contadora de Histórias, é quase sempre das primeiras a chegar. Vem sempre acompanhada e sempre a contar uma história. Depois toma banho a contar outra (sim, acontece) e seca-se a contar outra.

A Rex O Cão Polícia, é uma senhora estranhissima que toma banho mas que continua a tresandar a cão. Já me sequei uma ou outra vez ao lado dela, e ia desfalecendo. 

A Pistas da Blue, é das minhas favoritas: touca azul, fato de banho azul e toalha de banho azul: SEMPRE! 

A Secador é uma senhora que toma banho em dois minutos, e que depois demora 23 a secar o cabelo. Cabelo tipo o meu?? Não. Deve ter uns 5 fios de cabelo no máximo. Quando ela liga o secador deixamos todas de ouvir a Contadora de Histórias, por isso eu acho que esta é a favorita de todas. Menos a minha, a minha continua a ser a Pistas da Blue.

A Boss é quase sempre a última a chegar e a única que cumprimenta quem já está no balneário. É uma Romena grande, com cabelo curto e preto, que um dia disse boa tarde quando entrou e não levou resposta de uma outra senhora, e comentou: "esta deve ser surda". Pessoalmente, tenho medo dela.

Por fim existe a Autista, que é uma gaja que está lá sempre a um canto, meio alheia ao que se está a passar, mas que na realidade está a absorver tudo para depois ir escrever no blog.

sexta-feira, 26 de maio de 2017

Quem tem Medo de Virginia Woolf?

Porque nem só sobre palermices se escreve neste blog, hoje trago-vos uma sugestão para o vosso fim-de-semana: vão ao teatro.

Fui ontem ao Teatro da Trindade ver a peça Quem tem Medo de Virginia Woolf? e entrou directamente para o Top das peças de que mais gostei até hoje. Gostei mesmo muito. Está tão bem adaptada, tão bem representada, tão suave mas ao mesmo tempo tão intensa, com tiradas geniais de humor que são incrivelmente conjugadas com uma carga dramática tão sentida que somos transportados para a pele de cada um deles sem nos darmos bem conta disso. Tempos de representação, segurança e confiança em palco, que delícia de peça. 

Nunca tinha visto a Alexandra Lencastre nem o Diogo Infante a representar, e estava mesmo muito curiosa. Fiquei fascinada com ambos. A Alexandra Lencastre devia largar as novelas e dedicar-se mais, muito mais ao teatro. 

Aceitem o meu conselho e vão ver esta peça. Não se vão arrepender, prometo.

E já agora, têm alguma peça que recomendem para troca? É que felizmente ainda tenho amigas que gostam de ir ao teatro. Há que aproveitar.