quarta-feira, 11 de maio de 2016

Quem nunca?

Que atire a primeira pedra quem nunca baixou o volume do rádio do carro para ver melhor o caminho ou para estacionar melhor o carro. 

terça-feira, 10 de maio de 2016

Whisper Challange

Toda a gente gosta de se rir com a desgraça alheia, não é verdade? Pois bem... querem algo melhor do que uma personagem como eu, aos berros, num vídeo?

Aceitei o convite da minha prima para participar num vídeo que fez para o canal dela do Youtube e o resultado foi o vídeo que vos deixo abaixo.

Antes de clicarem, há algumas considerações importantes que gostava de tecer:

- Desculpem o aspecto lambido do meu cabelo no início do vídeo. É ligeiramente estranho um cabelo com as características do meu, ter um aspecto lambido, eu sei. Mas caso não saibam, os cabelos, tal como os seus donos, também se ressentem em situações de stress;
- Sim, vão ver mais cabelo do que cara, peço também desculpa por isso;
- Desculpem também a minha cara de peido amarelo ligeiramente adormecido no início do vídeo. Ainda estava muito pouco à vontade.
- Cuidado com o meu nariz. Se não se afastarem do ecrã, são capazes de levar com ele em cima.
- Sim, sou peixeira com muito orgulho.

Podem então clicar, e desfrutar deste momento de entretenimento totalmente gratuito:


segunda-feira, 9 de maio de 2016

Calinada do Ano

Vamos em Maio, e eu acho que já cometi a calinada do ano.. haaaannn..isto é que é ser eficiente.

Andava na Seaside com o meu muy nobre esposo, à procura de uns sapatos para um casamento. Vejo uns pretos, ao lado de uns azuis (a cor do vestido que vou levar) e comento: "olha...se calhar uns pretos também não ficavam mal". 

Pego nesses sapatos pretos e não sei bem porquê, num espasmo cerebral dos muitos que me dão, digo: 

"estes se calhar até ficavam bem" 

ele torce um bocadinho o nariz, a mim passa-me o espasmo que me deu e desço à terra. Olho novamente para os sapatos com olhos de gente, e comento o óbvio: 

"Naaaaaaaaaaa.. estes são um bocado à rameira, não são?" 

O meu namorado olha para mim, com cara de "já fizeste merda ANA CATARINA" e não responde. Percebo que fiz asneira, coloco os sapatos na prateleira sem olhar em redor e arrasto-o para fora da loja. Sem ser preciso perguntar nada, ele diz: 

"A gaja atrás de ti estava a experimentar uns iguais."

sexta-feira, 6 de maio de 2016

Ele #8

Que o meu namorado é um monstro insensível, já muitos de vocês se deram conta, não é verdade? É. 

Aqui há uns tempos estava a contar-lhe a história de um casal Português que mexeu um bocadinho comigo e que foi, muito resumidamente esta:

O rapaz e a rapariga namoravam há alguns anos, uma relação pura, intensa e muito vivida. Até que um dia, sem que nada o fizesse prever, a rapariga morreu durante o sono. Como não viviam juntos, e a rapariga vivia sozinha, ele ficou dois dias em desespero sem saber nada dela. Lá lidou com a morte à sua maneira, e decidiu mesmo publicar em livro uns textos que ela escrevia. Soube de tudo isto por causa de uma partilha de um post que li no facebook, a assinalar os dois anos da morte da rapariga. Assim de uma maneira muito breve, consegui que ficassem ligeiramente sensibilizados, ou não?

Qual é o primeiro comentário da besta do meu namorado: 

"Granda sacana, está a fazer dinheiro à custa da morta"

Eu lá reviro os olhos, defendo o acto romântico do rapaz, e sou brindada com  algo do estilo: 

"Pois... então mas ele não voltou a ter ninguém?" 
"Ele agora tem namorada. Apaixonou-se por outra rapariga" 
"Fogo, a namorada morreu há dois anos e já anda a comer outra?" 

Há por aí alguém com um amigo giro e solteiro para me apresentar?